Curiosidades sobre o divórcio

Boy (10-11) eating junk food while watching televisiongett images stock
Obesidade pode passar de pai para filho
13/06/2015
Caindo-cabelo_thumb2[1]
Erros que fazem seus cabelos caírem
13/06/2015
Mostrar Todos
1907392_699654496805167_5116900718437317460_n

Os divórcios são dolorosos, mentalmente cansativos e retiram muito do que uma pessoa considera importante. A seguir enumeramos curiosidades sobre o divórcio:

1: Segundo um estudo realizado nos EUA, casais de homens e mulheres entre os 15 e os 44 anos que começaram a viver junto antes do casamento estão mais vulneráveis ao divórcio.

2: Segundo o Censo americano, os primeiros casamentos que terminam em divórcio têm duração média de oito anos.

3: As taxas de divórcio no subcontinente indiano são mais baixas na comparação com qualquer outro país asiático.

4: As pessoas nos seus segundos casamentos são menos propensas a se divorciar por causa da experiência adquirida no primeiro casamento.

5: As Filipinas são o único país onde os divórcios são ilegais. Fora o Vaticano, claro.

6: No famoso templo japonês de Mantokuji, mulheres infelizes no casamento podiam escrever um papelzinho com suas intenções de se divorciar e depois mandar descarga abaixo em um sanitário. Hoje o templo virou museu.

7: Segundo uma pesquisa realizada no Reino Unido, 50% dos divorciados se arrependem da decisão de se separar.

8: Em 2012, uma noiva italiana pediu o divórcio depois que o marido levou a mãe dele para a Lua de Mel.

9: Segundo uma pesquisa da universidade de Alberta, no Canadá, crianças cujos parentes se divorciaram estão mais propensas a pararem de estudar.

10: Nos EUA, em média, mulheres levam 3,1 anos para se casarem de novo depois de um divórcio. Os homens, por outro lado, levam um pouco mais: 3,3 anos.

11: Os casamentos nos quais as mulheres são três ou mais anos mais velhas que os seus maridos são 53% mais propensos a acabar do que os casamentos nos quais os maridos são três ou mais anos mais velhos ou apenas um ano mais novos que as mulheres.

12: Segundo alguns pesquisadores, os homens são oito vezes mais propensos a cometerem o suicídio após o divórcio do que as mulheres. Suas chances de sofrer de uma depressão severa ou ataque cardíaco também são duas vezes maiores.

13: Nos EUA, dois terços dos casos de divórcio são protocolados por mulheres.

14: Na Itália, perto de metade dos processos de divórcio citam o aplicativo Whatsapp como motivo para o divórcio.

15: Pesquisa mostra que se apenas um dos parceiros for fumante, o divórcio tem de 75% a 91% mais chances de acontecer.

16: Em 2011, um italiano de 99 anos se divorciou da mulher após 60 anos de casamento depois de saber que a esposa, de 96 anos, tivera um affair nos anos 1940.

17: Casais que tiveram festas de casamento luxuosas estão mais propensos a se divorciar.

18: Os casais que têm filhos têm menos probabilidade de separação; no entanto, as chances triplicam em caso de gêmeos ou trigêmeos.

19: Um estudo mostrou que dançarinos e coreógrafos têm a mais alta taxa de separação (43,05%). Baristas, com uma taxa de divórcio de 38,4%, estão no segundo lugar, seguidos de perto por quem trabalha como terapeuta massagista (38,2%).

20: De acordo com o mesmo estudo, engenheiros agrônomos, quem trabalha em vendas, engenheiros nucleares, optometristas, clérigos e podólogos têm a maior taxa de divórcios.

21: Os casais que brigam por motivos financeiros têm maior probabilidade de se separar.

22: Um estudo publicado no diário ‘Family Relations’ descobriu que casamentos entre pessoas com uma maior bagagem educacional são menos propensos a terminarem em divórcio. No entanto, mulheres ‘afro-americanas’ não experimentam o mesmo grau de proteção contra o divórcio, segundo o professor da Universidade de Rutgers que realizou o estudo.

23: Segundo uma pesquisa da Universidade de Ohio, os homens têm maior probabilidade de ganharem peso após o divórcio.

24: Um estudo da Suécia descobriu que pessoas que passam mais de 45 minutos no trajeto de casa para o trabalho têm maior probabilidade de se divorciar.

Fonte: http://www.msn.com/