Obesidade pode passar de pai para filho

[url=file_search.php?action=file&lightboxID=312777][img]http://www.pascalgenest.com/istock/seriesImages/banners_featuredImages.gif[/img][/url]

[url=file_search.php?action=file&lightboxID=312798][img]http://www.pascalgenest.com/istock/seriesImages/banners_women.jpg[/img][/url]


abdomen of a  pregnant woman
Fatores que afetam a fertilidade feminina
09/06/2015
1907392_699654496805167_5116900718437317460_n
Curiosidades sobre o divórcio
13/06/2015
Mostrar Todos
Boy (10-11) eating junk food while watching televisiongett images stock

As mudanças no estilo de vida, os hábitos alimentares inadequados e a inatividade física estão diretamente relacionados à prevalência da obesidade no mundo atual, principalmente na infância e adolescência, podendo persistir na fase adulta. A presença do sobrepeso nos pais é um fator de risco determinante para o desenvolvimento precoce do mesmo nos filhos.

A obesidade ocorre devido a fatores genéticos, ambientais (dieta, influência da família, amigos e mídia) e dietéticos (o que, quanto e como se alimentam). É importante ter em mente que o comportamento dos genitores é de fundamental influência no modo como os filhos lidam com a própria alimentação. Sendo assim, a melhor forma de educar os filhos é dando o bom exemplo.

Mas, como as atitudes podem ser positivas para os pequenos? Listei alguns exemplos que podem ajudar a dar o primeiro passo para o desenvolvimento saudável e funcional dos filhos. Não deixe de praticá-los:

Ensine para os filhos sobre os alimentos saudáveis. Conhecer o que está no prato é muito importante para as futuras escolhas alimentares.

Realize as refeições em casa e na mesa sempre que possível. O momento de compartilhar a comida e interagir com o filho é importante e que nem você nem ele se esquecerão.

Evite diariamente o consumo de alimentos industrializados e fast foods. Eles não favorecem bons hábitos alimentares e não tem nutrientes suficientes para manter uma vida saudável. Dê preferência a alimentos naturais e de qualidade.

Evite forçar seu filho a comer o tempo todo. Sabendo os horários e como se alimentar, ele terá autonomia para saber quando e o que comer diariamente.

Não diga a seu filho para não comer um tipo de alimento que você costuma ingerir. Ele não saberá distinguir o que deve ou não comer. Dê o exemplo!

Sempre que puder, cozinhe com seu filho. Esses momentos especiais ficarão gravados para sempre na memória dele e, certamente, se repetirá diversas vezes.

Atitudes inteligentes e coerentes podem gerar resultados extremamente positivos. Vamos tentar?

Andréa Santa Rosa Garcia é nutricionista com foco em Nutrição Funcional, que tem como base não apenas a contagem de calorias, mas o que o corpo realmente precisa. Criadora do programa online Vida Funcional, Andrea é ainda membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Institute for Functional Medicine (EUA), além de ser pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional, em Fisioterapia Clínica Funcional e Nutrição Ortomolecular.

Nutricionista de famosas como Juliana Paes, Cléo Pires, Sabrina Sato, Fiorella Mattheis e Angélica, Andrea é casada com o ator Márcio Garcia, com quem tem quatro filhos.

Fonte: http://www.bolsademulher.com/