Tire as rodinhas da bike do filho sem traumas

Caindo-cabelo_thumb2[1]
Erros que fazem seus cabelos caírem
13/06/2015
shampoo-a-seco[1]
Shampoo a seco salva seu cabelo nos dias mais corridos
20/06/2015
Mostrar Todos
andar-de-bicicleta[1]

Para uma criança, ganhar uma bicicleta talvez seja parecido com quando um adulto aprende a dirigir um carro. E é um sentimento que fica guardado para sempre na memória, não importa a idade de quem o vivencia.

O primeiro desafio para andar de bicicleta é pedalar. O segundo, algum tempo depois, é tirar as rodinhas de apoio e manter-se sobre duas rodas. Nessa hora, entram em cena doses extras de incentivo e cuidado dos pais.

De acordo com Missaki Idehara, coordenador da ONG Bike Anjo, que ensina pessoas a andar de bicicleta, é possível iniciar o treinamento para a retirada das rodinhas por volta dos 4 ou 5 anos. Confira algumas técnicas e sugestões para fazer desse momento uma lembrança agradável para a família.

Como tirar a rodinha de apoio da bike?

O coordenador da ONG Bike Anjo não recomenda o uso de rodinhas de apoio. No entanto, caso a criança tenha aprendido a andar com ela e é hora de tirá-las, fica aqui uma importante sugestão. “Tirar, além das rodinhas, também os pedais. Depois disso, é feita uma reeducação com exercícios de equilíbrio”, explica Missaki Idehara.

– Tirar as rodinhas tem que ser uma ideia que a criança já aceitou. Não pode ser obrigação, nem imposição. Evite a tentação de manter apenas uma das rodinhas de apoio. Pode parecer seguro, mas não dá estabilidade à bicicleta, nem a noção de equilíbrio de que a criança precisa para aprender.

– Em vez de segurar a criança fisicamente, experimente enrolar uma toalha grande em volta da cintura dela (formando uma espécie de corda), com as pontas voltadas para trás. Funciona como uma espécie de rede de segurança que a apoia.

– Nunca largue a bicicleta sem avisar a criança. Se ela cair num momento em que achava que estava segura, pode perder a confiança em si mesma e a vontade de continuar a aprender. Faça uma contagem de um a três em voz alta antes de largar a bicicleta.

– Mesmo quando largar a bicicleta, acompanhe a criança, correndo ou caminhando rapidamente ao seu lado, incentivando-a. O resultado será muito mais positivo por conta das palavras positivas e ela confiança de ter os pais próximos.

– O mais importante em caso de acidente é não deixar o sentimento de frustração tomar conta. É preciso ter paciência e atenção para a criança se recuperar do tombo e tentar novamente. Prepare-se para vê-la cair muitas vezes e esteja preparado para convencê-la a tentar de novo.

– Quando a criança conseguir, finalmente, andar de bicicleta sozinha, incentive-a organizando passeios de família. Não force seu filho a andar de bicicleta se ele não quiser. Se ele estiver desinteressado não irá aprender, não importa o quanto você o obrigue. Comece falando da sensação de liberdade, mostrando que é uma brincadeira divertida e a importância para a saúde.

Fonte: http://www.msn.com/